Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

On the Market: Thinking Critically About Advertising

Imagem
Compartilhamos Plano de Aula do New York Times para os professores dicutirem publicidade com seus alunos.
By Annissa Hambouz and Holly Epstein Ojalvo - News York Times

Overview | How are food and beverage marketers blurring the line between advertising and entertainment to engage young consumers, and why does this concern nutrition experts and children’s advocates? To what extent are product-related games, quizzes and apps making children both recipients and tools of marketing? In this lesson, students consider various forms of advertising, then keep logs of the ads and other branded content they encounter in a specified period, and reflect on their experiences with marketing. Materials | Computers with Internet access, copies of or links to examples of advertisements and commercials (see below for details)Warm-Up | Before class, display the following three-question quiz on the board or distribute it in a handout:1. It is conservatively estimated that children influence more than…

Poder y comunicación: entrevista a Julio Bárbaro y Horacio Gennari

Imagem
Compartilhamos entrevista feita por Gustavo G. Coppola, das Edições La Crujía,com os autores do livro Poder y Comunicación, hacia una Argentina 3.0. Para ler e refletir!

Julio Bárbaro tiene experiencia en política y su paso por el ex Comfer le aportó conocimientos prácticos sobre las Políticas de Estado en el campo de los medios de comunicación. Gennari, un avezado empresario, sabe como la experiencia privada en medios puede conjugarse con el Estado.El libro, editado por la editorial La Crujía llega en un momento especial. Significativamente hace un poco más de un año que se aprobó la nueva ley de medios de comunicación. Donde acaloradas discusiones se dieron en la opinión pública, pero nunca quedó clara la infraestructura con la que cuenta la Argentina, ni se encontraron posiciones para que lo público y lo privado conjuguen en un objetivo en común.La Crujía: Una de las ideas que quedan claras en la lectura del libro es que el mayor problema que existe para que la Argentina…

Qué realidad construyen los diarios? Una mira desde el periodismo en contextos de periferia

Imagem
Dicas de livros das Edições Crujía, uma das melhores - na nossa opinião - na relação comunicação e educação!

Radio Intinerante.Radio en la escuela y en la comunidad
En Latinoamérica, la radio llega a zonas inimaginadas. Por eso, además de acompañar, cumple una clara función social. En muchos casos, es el único espacio de comunicación, tan vital como los caminos o los ferrocarriles.La radio en el barrio, en la escuela, construye encuentro, recupera la palabra para hacerla colectiva, porque todos tenemos algo que decir, porque todos tenemos derecho a hacernos oír.Entendiendo la comunicación como un derecho y la información como un bien social, Radio Itinerante es la caja de herramientas de la producción radiofónica para facilitar la toma de la palabra y la construcción del propio relato en las escuelas y las organizaciones de la comunidad, acompañando el proceso de construcción de la comunicación, abriendo los micrófonos para tomar la palabra y entre todos construir el relato …

Ângulos, enquadramentos e jornalismos

Compartilhamos texto do professor Manuel Pinto, da Universidade do Minho/Braga (Portugal), sobre documentos publicados no Wikileaks e divulgados por outras redes de comunicação.

A Wikileaks, em acção conjugada com uma série de jornais de diferentes países, começou ontem a divulgar documentos confidenciais do Pentágono acerca dos detidos na prisão de Guantanamo, na sequência dos ataques terroristas do 11 de Setembro.Eis como os sites de dois órgãos de informação prestigiados como são a BBC News e a CNN International noticiavam estes factos (dá-se apenas o título e o 1º parágrafo ou lead, recomendando-se a leitura de cada uma das peças):

CNN: Military documents reveal details about Guantanamo detainees, al Qaeda
Nearly 800 classified U.S. military documents obtained by WikiLeaks reveal extraordinary details about the alleged terrorist activities of al Qaeda operatives captured and housed at the U.S. Navy's detention facility in Guantanamo Bay, Cuba.(...)

BBC: Wikileaks: Many at Guantan…

Ana Brambilla: ‘o curador da informação não pode mais caminhar separado de um curador do relacionamento com o público’

A jornalista e pesquisadora Ana Brambilla é responsável pela edição do e-book coletivo 'Para Entender as Mídias Sociais', obra que reúne o pensamento de 35 autores em textos que focam os temas Bases, Mercado, Redação, Persona e Social. O livro, que pode ser acessado gratuitamente, registra ideias e reflexões de estudiosos e profissionais de mercado sobre questões que relacionam as mídias sociais com os diversos segmentos da sociedade e da comunicação.

Para Ana, que já foi editora de mídias sociais no portal Terra e editora de conteúdo colaborativo na Editora Abril, "o curador da informação prosperou de maneira focada no veículo e não na rede de colaboradores". Confira a seguir entrevista com Brambilla que atualmente também assina projetos de consultoria em mídias sociais na cooperativa digital Polipress:

Nós da Comunicação – Afinal, o que é preciso para compreender as transformações e os impactos gerados pela revolução das mídias sociais?
Ana Brambilla – É preciso enten…

Half of parents know less about the internet than their children

Imagem
Half of parents with children aged 5-15 who use the internet at home think they know less about the internet than their children do, new Ofcom research published today reveals. This rises to 70 per cent of parents of 12-15 year olds.At the same time, there has been increased online activity among children in the past year, including higher usage of mobile and games consoles to go online.Around one fifth (18 per cent) of 5-15 year olds own a smartphone, and 16 per cent go online via a games console.However, among 12-15 year olds this rises to over one third (35 per cent) owning a smartphone and nearly a quarter (23 per cent) going online via a games console. Forty one per cent of this age group now access the internet in their bedroom, up from 31 per cent in 2009.Parents appear to be less concerned about how their children use the internet.They are less likely to say they have internet parental controls set– 37 per cent in 2010 compared to 43 per cent in 2009. Those that don’t have …

Jovens preferem telemóveis e Internet à televisão

Veja abaixo matéria publicada no Sapo, portal de notícias português, sobre estudo da Ofcom (Inglaterra) a respeito dos hábitos dos jovens em relação às mídias.
Prova da mudança dos tempos, a maioria dos jovens entre os 16 e 24 anos preferiam ter de deixar de ver televisão do que ficar sem o telemóvel (celular) ou sem a Internet, segundo um estudo realizado pela Ofcom, a entidade britânica que regula o sector das telecomunicações.

Apenas 23% dos inquiridos afirmaram que se sentiriam incomodados se lhes tirassem a televisão, enquanto 28% estranhariam se ficassem sem o seu telemóvel e 26% se não pudessem aceder à Internet.
Esta foi a primeira vez que a televisão foi relegada para segundo plano nesta análise, realizada todos os anos pela Ofcom, face à restante "concorrência".

Na faixa etária dos 12 e 15 anos a "caixa mágica" volta a ser ultrapassada pelos telemóveis, que continuam a reunir 28% das preferências, empatando com a Internet, sobre a qual 24% dos inquiridos d…

E-Book sobre educação e tecnologias

Imagem
Compartilhamos link para o e-book Educação e Tecnologias: reflexão, inovação e práticas, que reúnecontribuições de pesquisadores brasileiros e portugueses. O prefácio é de Marco Silva, e pode ser lido aqui. Para ver o sumário e fazer o download clique aqui.Fonte: Mídias na Educação

Guias de imprensa na escola para educadores

Imagem
Compartilhamos dois guias (em espanhol) do programa Prensa-Escuela do jornal espanhol La Voz de Galicia, voltado a educadores. O primeiro é sobre Jornal e o que fazer com ele na sala de aula, sua estrutura, seções, tipos de textos, publicidade, como se produz um jornal, etc. O segundo é sobre a Notícia, sua estrutura, como se trabalhar com ela na sala de aula, temas e tipos de notícias, como compreender e interpretar uma notícia, etc.

Para ler o guia online, basta acessar: http://www.prensaescuela.es/imagenes//1%20GUIA%20A.pdf

Para ler o guia online, basta acessar: http://www.prensaescuela.es/imagenes//2%20GUIA%20B%20y%20C2.pdf
Fonte: Prensa-Escuela/La Voz de Galicia

Midiaeducação uma ‘boa ideia e uma relação necessária

Imagem
Por Marcus Tavares
Revista PontoCom
O que é mídia e educação? Um conceito? Uma ideia? A sua grafia escrita junta ou separada traduz algum significado? Existiria outro termo que definiria melhor a interface entre a educação e a mídia? Trata-se de um novo campo de estudo?

A revistapontocom inicia esta semana a publicação da primeira parte do Dossiê midiaeducação, na qual vai publicar entrevistas com professores, estudiosos e pesquisadores sobre o tema. A cada semana, pelos próximos três meses, uma nova entrevista. Um novo olhar. Uma nova perspectiva sobre a interface mídia e educação.

Para a OSCIP Planetapontocom, midiaeducação é um conceito que se traduz em um trabalho educativo sobre os meios, com os meios e através dos meios. Sobre os meios, refere-se ao estudo e análise dos conteúdos presentes nos diferentes meios e suas linguagens. Com os meios, trata-se do uso dos meios e suas linguagens como ferramenta de apoio às atividades didáticas. E através dos meios, diz respeito a produção de…

Novas Tecnologias de Informação e Comunicação em Redes Educativas

Imagem
No livro “Novas Tecnologias de Informação e Comunicação em Redes Educativas” 15 professores foram convidados para apresentar sua experiência na produção de mídia com alunos. Os professores doaram os textos para a obra, que pode ser acessada por download no seguinte link:
http://erdfilmes1.dominiotemporario.com/doc/novas_tecnologiabook.pdf

A idéia principal do livro é motivar professores a produzir mídia com os alunos. No prefácio há a contribuição de Nilda Alves – UERJ; Rosa Maria Bueno Fischer – UFRGS;
Rosalia Maria – PUC; Tânia Maria Esperon – UFPEL e Liraucio Girardi – UNESP, com texto de abertura do professor Ismar de Oliveira Soares – USP.

Fonte: ERD Filmes

Leer a Mafalda a los 8 años

Imagem
Compartilhamos texto do blog de Susana Frisancho sobre sua experiência quando o filho de 8 anos começou a ler Mafalda, personagem de quadrinhos do argentino Quino.

Estoy abrumada por las cosas que han pasado últimamente en el proceso electoral y no encuentro la calma necesaria para sentarme y comentarlas. Lo haré más adelante, cuando el ambiente se haya enfriado un poco, pues lo que ocurre en nuestro país necesita un post reflexivo y no uno escrito por impulso.

Hace mucho tiempo, en una clase sobre el condicionamiento operante de Skinner, una profesora nos dijo que cuando se está frente a demasiados estímulos, el organismo suele escapar de ellos haciendo cualquier otra cosa, como el niño que tiene tanta pero tanta tarea que no sabe por dónde empezar y se pone a ver televisión. Y eso es lo que hago ahora: hay demasiado por comentar respecto a las elecciones así que mejor les cuento algo sobre Mafalda, que es la última lectura a la que Paulo se ha dedicado luego de sacar uno de sus comi…

Twitter para ensinar literatura

Imagem
Um dos maiores desafios que os educadores encontram para levar as TICs para a sala de aula está em aliar conteúdos curriculares ao uso pedagógico das ferramentas digitais. Uma experiência realizada no colégio Hugo Sarmento, em São Paulo, é um bom exemplo.

Trata-se de uma oficina que deve ser repetida neste ano, quando o Concretismo voltar a ser trabalhado em sala de aula. Ao ensinar técnicas narrativas e poesia deste movimento artístico para alunos da sétima série, o professor Tiago Salles usa o Twitter (@hs_micro_contos) para apresentar as possibilidades de construção dos textos curtos.

Na experiência mais recente, Salles organizou, com a diretoria do colégio particular, uma oficina de microcontos para o Twitter, ou seja, histórias com começo, meio e fim narradas com os 140 caracteres. Ele conta que a recepção dos alunos foi excelente: “No começo, eles se sentiram desestimulados, achavam que não seriam capazes de realizar as atividades propostas”.

No entanto, com o decorrer da oficina…

Conferência Ibérica em Inovação na Educação com TIC (ieTIC)

Realiza-se nos dias 15, 16 e 17 de Julho de 2011, no Instituto Politécnico de Bragança, a ieTIC (Conferência Ibérica em Inovação na Educação com TIC) que incluirá não só palestras, workshops e comunicações mas também uma exposição de tecnologias e recursos multimédia, além de uma LAN Party educativa (a decorrer no castelo de Bragança, integrando a componente científico-tecnológica à componente cultural e turística).

A conferência admite a apresentação de trabalhos em português, espanhol e inglês, nos formatos de artigo e poster que se enquadrem nas suas temáticas. Aceitam-se também propostas de Workshops.

As directrizes para autores e as políticas de arbitragem científica podem ser conhecidas na página web da conferência. Os melhores artigos serão publicados na Revista de Educação - EDUSER.

A ieTIC abordará as seguintes temáticas: movimentos e ocorrências emergentes da sociedade da informação; comunicação e interacção em redes de aprendizagem e formação; produção e integração de recursos…

Educomunicación: más allá del 2.0

Imagem
Reproduzimos abaixo o resumo do livro Educomunicación - Más allá del 2.0, organizado pelos experts Agustín García Matilla, Joan Ferrés i Prats e Roberto Aparici, contando com a colaboração de outros 13 especialistas íbero-americanos. A publicação, de 320 páginas, é da Editorial Gedisa.

Este libro reúne quince especialistas de Latinoamérica y de España que abordan temáticas vinculadas a la relación educación/ comunicación en el contexto de la cultura digital. Participan Roberto Aparici de España, Delia Crovi de México, Jorge Huergo de Argentina, Joan Ferrés de España, José Antonio Gabelas de España, Agustín García Matilla de España, Alfonso Gutiérrez Martín de España, Mario Kaplún de Uruguay, Ismar de Oliveira de Brasil, Guillermo Orozco de México, Sara Osuna de España, Daniel Prieto Castillo de Argentina, María Teresa Quiroz Velasco de Perú, Carlos Scolari de España y Carlos Valderrama de Colombia. Educomunicación: más allá del 2.0 no es una obra cerrada. Autores y editorial deseamos…

Fala Mestre!

Imagem
Dica: Veja no link abaixo, da revista Nova Escola, entrevista com vários especialistas de diversas áreas da Educação.
http://revistaescola.abril.com.br/entrevista-fala-mestre/

Um bom professor, um bom começo

Imagem
Hoje, o Todos Pela Educação lança nova campanha, em rede nacional, de mobilização por uma Educação de qualidade para todas as crianças e jovens. O “protagonista” desta campanha, realizada pela agência DM9DDB, do Grupo ABC, é o bom professor.

Com uma animação em stop motion, produzida pela Vetor Zero, para TV , anúncios para jornais e revistas, banners para internet e spots para rádio, a campanha tem como objetivo chamar os brasileiros para uma tarefa muito importante: valorizar o bom professor. Aquele que tem como foco o aprendizado de seus alunos e que transmite para eles não apenas conceitos de sua disciplina, mas também importantes valores para toda a vida!

Valorizar o bom professor é questão prioritária para a melhora da qualidade da Educação em nosso País!

Participe, apóie, valorize!

Mobile learning: a sala de aula pode estar na esquina

Imagem
Desbloquear a realidade física e fazer dela um imenso laboratório para a aprendizagem. É com essa perspectiva, que à primeira vista pode parecer complexa, que o mobile learning, ou apenas m-learning, vem ganhando espaço na educação.

Gestor de tecnologia educacional e consultor em m-learning, Martín Restrepo explica que esse “desbloqueio” acontece naturalmente quando se expande, com auxílio das TICs (tecnologias de informação e comunicação), as possibilidades de interação entre um aprendiz e os espaços virtual e físico.

O Instituto Claro acompanhou como funciona na prática esta dinâmica durante uma oficina promovida por Restrepo e sua equipe na Cidade do Conhecimento, na USP, e constatou que os participantes da oficina aguçaram a percepção em relação aos elementos do entorno usando celulares com aplicativos de geolocalização e mapas que conversam com um banco de dados. Foram capazes de perceber árvores frutíferas que antes passavam despercebidas, enxergaram “poltrona” em tronco de árvo…

Sexting: não publique nada na internet que você não mostraria para a mãe, orienta educadora

Ter cuidado com o que se coloca na internet deveria ser a regra. Mas, são cada vez mais comuns os casos de "sexting" (uma junção das palavras sex [sexo] e texting [envio de mensagens]), quando vídeos e imagens com conteúdo sexual vazam na internet ou via celulares. Um caso recente, registrado na cidade de Bom Retiro do Sul (RS), mostra que pais e educadores devem ficar atentos à questão, que pode gerar graves consequências psicológicas para as vítimas. Como fazer para evitar problemas?

Segundo a coordenadora do projeto "Ética e cidadania digital" do colégio Bandeirantes, em São Paulo, Cristiana Mattos Assumpção, o raciocínio é simples: nunca coloque nada na internet que você não mostraria para sua mãe. "É uma informação que vai ficar lá para sempre, [o adolescente] pode se arrepender depois de tê-la colocado lá. Ele tem que lembrar que está num espaço com um público muito amplo", diz.

Ela conta que nem sempre os estudantes "acreditam" na importânc…

Pesquisador do NCE faz coleta de dados no Chile

Imagem
O jornalista e historiador Cláudio Messias, mestrando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP e pesquisador do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE), foi recebido na quinta-feira (07/04) pelo professor Valerio Fuenzalida, titular da Faculdad de Comunicaciones da Pontificia Universidad Católica de Chile, em Santiago. O encontro durou 50 minutos e teve como pauta parte da coleta de dados do pesquisador brasileiro, que encontra-se em fase de conclusão do texto de sua dissertação. Fuenzalida é um dos pioneiros nos estudos sobre recepção televisiva na América Latina, com atuação mancante na década de 1980, quando colaborou para organizar, no Chile, dois dos quatro Encontros Latino-americanos de Educación para a Televisión, promovidos sob os auspícios da UNESCO. Os outros dois ocorreram em Curibiba e em Buenos Aires.Messias é orientado, no mestrado, pelo professor Ismar de Oliveira Soares, titular na ECA/USP. O brasileiro entregou a Fuenzalida um exemplar da edição mais recent…

“Mediaeducação”, objeto de debate na revistapontocom

Imagem
A Revistapontocom dá início a uma série de debates com especialistas brasileiros sobre “mediaeducação”. A primeira entrevista foi publicada no dia 7 de abril, tendo sido dado a palavra para a professora Nilda Alves, da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Além de vários livros publicados, a professora coordena o Laboratório Educação e Imagem e, pelo CNPq, o grupo de pesquisa Currículos, redes educativas e imagem.Para a OSCIP Planetapontocom, midiaeducação é um conceito que se traduz em um trabalho educativo sobre os meios, com os meios e através dos meios. Sobre os meios, refere-se ao estudo e análise dos conteúdos presentes nos diferentes meios e suas linguagens. Com os meios, trata-se do uso dos meios e suas linguagens como ferramenta de apoio às atividades didáticas. E através dos meios, diz respeito à produção de conteúdos curriculares para e com os meios, em sala de aula e, também, à educação a distância ou virtual, quando o meio se transforma…